top of page
  • mariliacppassos

Borboleta

Hoje entrou uma borboleta azul na sala da minha casa. Ajeitou-se em um canto

alto da parede e começou a falar.

Disse que o medo é uma espécie de freio que não nos deixa sair do lugar. Em

caso de descidas íngremes, o medo é necessário. Há poucas descidas íngremes

no mundo.

Disse que sonhos podem nos impulsionar.

Ou, nos azedar, se não forem realizados.

Mais importante que os sonhos, é nossa capacidade de sonhar.

Contou sobre seres fantásticos que ficam ao nosso lado e nos protegem.

Disse que nada é definitivo.

Então, muitas vezes, o mais sensato é sentar e deixar que um momento ruim

passe.

Lutar demais pode ser desnecessário.

Pediu para que eu me enfeitasse sempre.

Enfatizou a coragem, a alegria e a fé.

Depois bateu assa e vou.

Bateu algumas vezes na janela de vidro.

Eu disse, Cuidado borboleta azul, isso é vidro.

Mas logo acertou o vão da janela e partiu.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Calçadão

Saí do mar às dez da manhã e fui me trocar no calçadão, onde minha bicicleta estava estacionada. Depois da natação, iria encontrar minha filha na pracinha e detesto ficar de biquini molhado. Notei que

Gatinhos

Eu trouxe um filhotinho de gato para casa. Dei o nome de Xuxa e ela cresceu. Um dia, teve quatro lindos gatinhos, todos brancos. Além de lindos, nasceram com uma doença nos olhos. Eram remelentos e nã

Primeiro amor

- Vou te contar um segredo, não conta para ninguém? - Claro que não. - Estou gostando de alguém. - De quem? - Segredo nosso? - Prometo! - Eu gosto do Nelsão. A menina tinha seis anos. Nelsão, quarenta

Comments


bottom of page